15.9.06

Santos de pau carunchoso...

A Fernanda Câncio não referiu um detalhe importante:os padres fazem ganhar(e perder) muitos votos,nas suas homilias.É proibido,mas...
Por isso não há separação igreja/estado que aguente,e vamos ver muito político a persignar-se em mais dias de cortar fitas.
Já agora,vão ver precisamente isso quando tivermos (mais um) referendo sobre a legalização do aborto.Dê para um lado ou para outro,vamos ver muita politiquice de altar,tudo por uma questão muito simples:a falta de coragem de sucessivos governos para tomar decisões sobre este assunto que divide a opinião pública.Ou poderei dizer direita e esquerda,a geração dos meus pais e a minha,por aí fora...

5 comentários:

TR disse...

Pelo amor de deus, artigos da Ana Sá Lopes a fazer futurologia é que não. E despenalize-se o aborto e o consumo de drogas para começar.E de preferência sem recurso a referendos.

rps disse...

Eo sou contra os referendos. Só deveria ser feito um para acabar com eles.

TR disse...

grande ideia RPS!

Gisela disse...

Abaixo os referendos! Abaixo... Principalmente aqueles que se referem a assuntos em que eu esteja a favor. Se eu estiver contra quero o referendo para puder dizer não. Oh... porque não podemos ter o melhor dos dois mundos?! A despenalização já nem é uma questão. Neste momento contra ela está apenas uma minorias acefalas mas com poder e com o dom da demagogia. Esse é o meu medo...

Gisela disse...

(Peço desculpa pelo mau português). Digo "estão apenas umas minorias"