27.2.07

Pimenta na língua.

Estava a meter umas garrafas no vidrão.A senhora aproximou-se,com 2 sacos do Pingo Doce cheios de lixo,abertos.Com muito jeitinho,colocou-os ao lado do contentor destinado para o efeito.Disse-lhe que,com os cães que por ali andavam,o lixo acabaria espalhado pelo chão,mais valia pô-los dentro do contentor.Ela disse-me que os pusesse eu e que fosse para o caralho.Há que continuar a ter fé na espécie humana.

6 comentários:

Douro disse...

Já ri, desculpe lá, mas imagino a sua cara...depois de uma "senhora" o mandar para o caralho dessa forma.

Só neste pais.

As melhoras, para si, que não deve ser fácil engolir essa sem ripostar. Para ela desejo que nunca me encontre...para meu bem, claro!

susana disse...

há pessoas assim, verdadeiras fontes de inspiração...

jg disse...

Caríssimo,
A conclusão que retira do acontecimento que relata, revela o seu carácter edificante e o invulgar mas louvável equilíbrio entre a sua educação e o seu sentido de humor.
Considero-o um cidadão de 1ª escolha. Uma raridade.

Manuel Maria disse...

Muita fé mesmo!
è preciso uma fé infinita... a roçar a santidade!

Bernardo Moura disse...

Há gente muito estúpida!

AM disse...

Aqui na minha parvónia há um sujeito que eu admirava. Quase todos os dias, enquanto eu engordo ao computador, o vejo, vestido a rigor e tudo, a fazer a sua caminhada "tipo" jogging.
Um destes finais de tarde ainda escuros, por volta da hora do jantar, passou à frente do meu carro, a comer uma banana.
Boa, pensei, magnésio à sobremesa.
Ao passar pelo caixote do lixo, o dito sujeito pegou com delicadeza na casca da banana que acabava de comer, e com uma precisão milimétrica (e com uma ainda maior delicadeza), atirou-a para o chão. Não em qualquer lado, ou onde a casca da banana pudesse causar outros prejuízos reparem, mas ao pé do caixote do lixo... Um gesto de respeito e consideração pelos seus concidadãos trabalhadores na recolha do lixo, talvez. Enfiou as mãos nos bolsos das calças do “fato-de-treino” e seguiu o seu caminho.
Fé na espécie humana? Afinal não passamos de uma variante pouco evoluída de macacos que comem bananas...